quarta-feira, 28 de março de 2007

Heráclito, Nietzsche e Jung em confluência

"As almas farejam no invisível."
Heráclito de Éfeso, fragmento XCVIII (Heráclito, Fragmentos Contextualizados - tradução, apresentação e comentários por Alexandre Costa. - Rio de Janeiro: DIFEL, 2002, p. 157)

"A sincronicidade não é mais enigmática nem mais misteriosa do que as descontinuidades da Física. É apenas nossa convicção arraigada do poder absoluto da causalidade que cria as dificuldades ao nosso entendimento e nos faz parecer que não existem e nem podem existir acontecimentos acausais."
Carl Gustav Jung (Sincronicidade, 13a edição, Tradução de Pe. Dom Mateus Ramalho Rocha, Petrópolis: Editora Vozes, 2005, p. 82)

"- Qual é a tarefa de todo ensino mais elevado?
- Tornar o homem uma máquina.
- Qual o meio para tanto?
- Ele precisa aprender a entediar-se."
Friedrich Wilhelm Nietzsche (Crepúsculo dos ídolos ou como filosofar com o martelo, aforismo 29, ebook)

Nenhum comentário: